05 de Novembro, dia do radioamador. Entrevista com o predidente do CRAJE Arlindo Rossi PU5ARL e membros do clube para revista Giro POP. Paginas 08 e 09.

https://issuu.com/revistagiropop/docs/giropop46

screenshot_2016-11-02-07-52-08

screenshot_2016-11-02-07-52-50

O Craje agradece aos amigos PP5EJ – Edson Joaquim Andrade e PP5AX – Carlos José Mazzoni Cintra pelos trabalhos desenvolvidos durante o CVA CW no último final de semana na sede do clube. Obrigado pela paciência, obrigado pelas dicas valiosas, obrigado pela amizade, obrigado por mostrar a estação PP5CIT para o mundo através da telegrafia.

TKS e 73′s

Família Craje

IMG-20160821-WA0006

 

IMG-20160821-WA0005

 

IMG-20160821-WA0008

cva

 

REGULAMENTO DO CONCURSO VERDE E AMARELO

1.PERÍODO:

Data                                                                 Modo            Hora               Evento

Terceiro sábado cheio de agosto (20/08/2016)       CW          21:00 (UTC)            Início

Terceiro domingo cheio de agosto (21/08/2016)     CW          21:00 (UTC)            Fim

Quarto sábado cheio de agosto (27/08/2016)        SSB          21:00 (UTC)           Início

Quarto domingo cheio de agosto (28/08/2016)      SSB          21:00 (UTC)            Fim

REGULAMENTO DO CONCURSO VERDE E AMARELO

2. CATEGORIAS

2.1 Categorias CW e SSB:

a) Operador Único – Única Banda Alta Potência: 10, 15, 20, 40 e 80m: Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

b) Operador Único – Única Banda Baixa Potência (até 100 w): 10, 15, 20, 40 e 80m: Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência total de saída não deve exceder 100 w ( premiação para o 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

c) Operador Único – Todas as Bandas QRP (até 5 w ): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência total de saída não deve exceder 5w ( premiação para o 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

 d) Operador Único – Alta Potência todas as Bandas: Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  (premiação para 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

 e) Operador Único – Baixa Potência todas as Bandas: Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts (premiação para  1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

 f) MIL:(estações multi – op, localizadas em Unidades Militares ou em instalações da Justiça Militar da União) : Nessa categoria os operadores poderão ser civis ou militares, operando estações dentro de Unidades Militares, das Forças Armadas ou Auxiliares, bem como em Auditorias da Justiça Militar da União ou no edifício sede do Superior Tribunal Militar. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 g) Operador Único Militar  - Baixa  Potência todas as Bandas:  (Militares da ativa, Reserva remunerada, Oficiais e Sargentos R/2 ou Reformados das três Forças Armadas e Forças Auxiliares – Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares).  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 h) Operador Único Militar – Alta Potência todas as Bandas: (Militares da ativa, Reserva remunerada, Oficiais e Sargentos R/2  ou Reformados  das três Forças Armadas e Forças Auxiliares – Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares).  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 i) Operador Único Radioamador da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro – Baixa Potência todas as Bandas:  Radioamadores Brasileiros membros do projeto da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro (RAEB) e que constam na lista de cadatro do CRAEC.  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

(Lista de cadastrados na RAEB)

J) Operador Único Radioamador da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro – Alta Potência todas as Bandas (nova categoria):  Radioamadores Brasileiros membros do projeto da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro (RAEB) e que constam na lista de cadatro do CRAEC.  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 1000 watts. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).  (Lista de cadastrados na RAEB)

k) Multi – Operador – Único transmissor todas as banda baixa potência: Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a 100 W (cem watts).  (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 l) Multi – Operador – Único transmissor todas as banda alta potência: Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

  m) Multi – Operador Dois Transmissores (MULTI-TWO): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Um máximo de dois sinais transmitidos é permitido a qualquer tempo em bandas diferentes. Qualquer um dos transmissores pode trabalhar quaisquer e todas as estações. Uma estação só pode ser trabalhada uma vez por banda independente de qual transmissor for usado. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. O log deve indicar qual transmissor fez cada QSO (coluna 81 do modelo de QSO CABRILLO (n1mm) para concursos módulo CVADX estações two),  (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 n) Clubes: (Somatório da pontuação de todos os integrantes): (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 o) HQ (LABRES e Associações Reconhecidas pela IARU): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 p) TEEN Operador Único (até 17 anos): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência total de saída não deve exceder 100 w. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 q) YL Operador Único: Exclusivo para Radioamadoras, Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 ORVELAY: SUBCATEGORIA CW e SSB

 a) ROOKIE (novato): para participar nesta categoria, o operador deve ter sido licenciado a três (3) anos ou menos da data da competição. Indicar a data da primeira licença no campo SOAPBOX e nunca ter participado do CVA DX com outro indicativo.

(premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 b) Demonstration (demonstração): para participar desta categoria, a estação deverá estar montada em locais públicos como praças, feiras de exposições, eventos de maneira geral, escolas e outros locais abertos à visitação pública. Deverá ser alimentada por geradores de energia próprios, ou fontes de alimentação alternativas de energia, independentes da rede pública de energia elétrica. A visitação deverá ser comprovada por meio de cópias de registros  de visitas, fotografias, notícias na mídia ou outra forma de comprovação. A comprovação da condição de operação deverá ser feita por meio de envio dos documentos digitalizados por e-mail em conjunto com o Log. Não é permitida a operação da estação por meio de operadores não habilitados e a demonstração da operação da estação não pode sob hipótese alguma perturbar o bom andamento da dinâmica do conteste. A estação deverá possuir um radioamador na função de Operador de Comunicação Social que deverá ser o responsável pela demonstração sem o prejuízo da operação. No caso de categoria “Operador – Único”, é admitido a presença de um segundo radioamador na função de Operador de Comunicação Social, mas este segundo operador em momento algum poderá realizar QSO para a estação, sendo exclusiva a operação em todas as fases do conteste ao operador titular da estação. (premiação para 1º colocado nacional e  internacional).

 3. EXCHANGE

a) Estação Diretora do CRAEC e Organizadores do CVA ( participação “hors concours”) 

RST + CVA (599 CVA ou 59 CVA)

 b) Estações da LABRE e Associações de radioamadores reconhecidas pela IARU

RST + HQ (599 HQ ou 59 HQ)

 c) Estações localizadas em Unidades Militares ou Operador Único Militar

RST + MIL (599 MIL ou 59 MIL)

 d) Estações Brasileiras

RST + UF (599 RN ou 59 RN)

* RN é a UF do Rio Grande do Norte.

 e) Estações QRP

RST + QRP (599 QRP ou 59 QRP)

 f) E s t a ç õ e s YL

RST + YL (599 YL ou 59 YL)

 g) E s t a ç õ e s T EEN operadas por radioamador com idade menor ou igual a 17 anos.

RST + TEEN (599 TEEN ou 59 TEEN)

 h) Estações RAEB (Radioamador amigo do Exército Brasileiro projeto RAEB que estão cadastrados no site do CRAEC)

RST + RB (599 RB ou 59 RB)

 i) Estações de Demonstração (demonstration)

RST + FD (599 FD ou 59 FD)

 i) Estações DX

RST + DX (599 DX ou 59 DX) QRP: 599 QRP ou 59 QRP MIL: 599 MIL ou 59 MIL

YL: 599 YL ou 59 YL

HQ: 599 HQ ou 59 HQ

TEEN: 599 TEEN ou 59 TEEN

FD: 599 FD ou 59 FD

RB: 599 RB ou 59 RB

 J) Chamada Geral: CQ CVA…

 4. VALIDAÇÃO DE QSO:

1) Serão válidos todos os QSO confirmados , uma estação trabalhada por banda.

 a) Estações brasileiras

Contatos entre estações do Brasil=2 pts

Contatos entre estações do Brasil e DX=3 pts

b) E s t a ç õ e s D X

Contatos entre estações no mesmo país=1 pt

Contatos entre estações de diferentes países=1 pt

Contatos com estações do Brasil=3 pts

 c ) Todas Estações

Contatos com a estação diretora (PT2CVA) e Organizadores do CVA =10

Contatos com estações MIL , YL, TEEN, FD, MIL, HQ ou RB=5 pts (independentemente do país) Contatos com estações QRP=3 pts (independentemente do país).

 2) Validação de QSO com estação não participante (indicativo sem Log)

   Um QSO com estação não-participante do CVA será valido somente se:

    a) O indicativo esteja presente em pelo menos mais 05 (cinco) Logs de estações participantes e;

    b) Outra estação participante tenha registrado o mesmo indicativo não participante na mesma banda e num intervalo de tempo de 10 (dez) minutos.

3) Indicativos presentes em apenas 01 (um) único Log serão denominados UNIQUES e considerados como erros de registro de QSO.

5. MULTIPLICADORES:

Dois tipos de multiplicadores serão utilizados:

M1) Multiplicador por diferente UF Brasileira contatada por banda. Exemplo PY1CJ logado em 28.000 Hz e 14.000 Hz somam 02 (dois) multiplicadores

M2) Um multiplicador diferente por país computada uma única vez em todas as bandas.

Exemplo N1MM  logado em 28.000 Hz e 14.000 Hz soma 01 (um) multiplicador.

Atenção: No módulo N1MM as  estações com os exchanges  “MIL , YL, TEEN, FD, MIL, QRP, HQ ou RB” não estão sendo contabilizadas como multiplicadores UF, mas no programa de apuração do CVA as mesmas serão contabilizadas como multiplicadores normalmente.

Permitidos contatos com estações do próprio país para o crédito de multiplicador.

 *Unidades Federativas:

Estado                      UF                     Estado                   UF            Estado                   UF

Acre                         AC                    Alagoas                  AL             Amapá                  AP

Amazonas               AM                   Bahia                       BA            Ceará                   CE

Distrito Federal        DF                  Espírito Santo          ES             Goiás                   GO

Maranhão                MA                  Mato Grosso            MT            Mato G do Sul      MS

Minas Gerais           MG                  Pará                         PA             Paraíba                 PB

Paraná                     PR                  Pernambuco            PE             Piauí                      PI

Rio de Janeiro         RJ                   Rio G Sul                  RS             Rondônia              RO

Rio G Norte             RN                   Roraima                  RR            Santa Catarina      SC

São Paulo                SP                  Sergipe                     SE             Tocantins              TO

6. PONTUAÇÃO FINAL

A pontuação final é obtida pela seguinte fórmula:

Total da pontuação  final=soma de pontos de QSO de todas as bandas x [M1 (UF por bandas) + M2 (Países trabalhados a partir de todas as bandas)].

7. PENALIDADES:

  1. Indicativo incorretos: perda de QSO para a estação que digitou errado o indicativo;

  2. Exchanges incorretos: (exchange de registro não coincidirem com o exchange enviado por outra estação; só podendo ser utilizados os exchange previstos no CVA ) perda do QSO para o radioamador que anotou incorretamente o exchange;

  3. Duplicar QSO : não há penalidade porem apenas um QSO será validado;

  4. Erro banda mudança no log : perda dos QSOs na banda digitada incorretamente;

  5. Horário de tolerância no log: é tolerado a diferença de 5 (cinco) minutos entre os QSOs, fora isto o QSO é invalidado para os dois;

  6.  Envio de logs em papel ou formatos não aceitos pelo sistema de apuração : perda de todos os qsos (é admitido que o radioamador possa corrigir seu Log recusado pelo sistema de apuração, durante a fase de envio de Logs desde que  apenas no tocante ao formato do cabeçalho do Log);

  7. O uso do DX Cluster é permitido, porém o auto-spot é proibido: perda de 100 pontos por auto-spot comprovado

  8. Chamar estação em QRG de chamada de outra estação: (existindo meios de comprovação e desde que a chamada seja intencional, nos casos em que o fato for julgado não-intencional não será passível de punição).  A Organização do CVA através da estação diretora  PT2CVA atuará como árbitro EM TODAS QRGs. CASO presencie a infração advertirá ostensivamente a estação na QRG, ocorrendo reincindência estará sujeita à perda de 1000 (mil pontos). As estações que sofrerem penalidades terão direito ao contraditório e ampla defesa pela organização do  CVA DX.

8. RECURSOS

        A Organização do CVA DX CONTEST somente aceitará recursos, até 5 (cinco) dias após finalizada os envios dos logs da fase SSB e publicação dos Claimed Scores e 48 hs após a divulgação dos resultados finais do CVA DX CONTEST.

9. DECLARAÇÃO:

Ao enviar uma inscrição ao CVA DX CONTEST você concorda que:

1) você leu e entendeu as regras do concurso e concorda em seguir as mesmas,

2) você tem operado de acordo com todas as regras e regulamentos pertencentes ao radioamadorismo de seu país,

3) seu log pode ser aberto ao público e,

4) todas as ações e decisões do Comitê CVA DX Contest são oficiais e finais.

10. LOGS E RESULTADOS:

1) Todos os logs deverão ser enviados no site do CVA (http://www.cvadx.org)  até o dia 04 Setembro do ano do conteste

Os log deverão ser enviados no formatos Cabrillo para:    e - colocando no assunto do email apenas o indicativo da estação exemplo: PS7AA

2) O Software recomendado para o registro do Log é o N1MM, atualização a partir da Versão: http://n1mm.hamdocs.com/tiki-download_file.php?fileId=1627

3) A atualização mais recente pode ser obtida  (http://n1mm.hamdocs.com/tiki-list_file_gallery.php?galleryId=15

4)O software N1MM, pode ser obtido em http://n1mm.hamdocs.com/tiki-list_file_gallery.php?galleryId=7

5) Os resultados serão publicados no site do CRAEC e CVA DX (http://www.craec.org) ou (www.cvadx.org).

* O término da data de envio de logs foi alterada para o dia 04 de setembro do ano do conteste.

* Os certificados de participação do conteste será emitido on line pelo site.

03 abr 2016

O sábado 02/04/2016 foi de muito trabalho no Clube de radioamadores de Joinville – CRAJE.

Foi feita uma operação de manutenção do clube. Limpeza e organização da secretaria, mobiliário, colocação de faixas nos vidros, impermeabilização e pintura do balcão do bar, ajustes e troca de algumas luminárias entre outras pequenas manutenções.

A diretoria do clube agradecer a  todos que compareceram para auxiliar nos serviços.

 

12936725_553311694840420_7087648423752408540_n 12933148_553311584840431_38287118524901721_n 12932844_553311661507090_7525053449832172145_n

12932753_553311674840422_8144173635454554670_n 12928292_553311714840418_1125578876600224802_n 12928285_553311601507096_4449493603926339817_n 12670524_553311574840432_9108035041145537768_n (1)

03 dez 2015

Mais um evento de sucesso no CRAJE.

No dia 29/11/2015 o Clube de Radioamadores de Joinville  promoveu um evento de encerramento de ano com ajuda de parceiros e amigos.

A costela fogo de chão realizada no clube contou com mais de  100 participantes que foram prestigiar o evento, se deliciar com uma excelente costela preparada pelos amigos e parceiros do Grupamento Cruzeiro do Sul.

Obrigado a todos que colaboraram para a realização do evento em prol do clube, em especial ao assador  Marcelo PU5KDT  que se empenhou para que o evento fosse um sucesso como foi e a todos que participaram de mais esse evento.

 Um forte 73 a todos e até os próximos eventos,

DSCF8485 DSCF8492 DSCF8501 DSCF8505DSCF8506DSCF8529

DSCF8534 DSCF8535 DSCF8536 DSCF8552

Gostariamos de informar que depois de muito empenho e trabalho, anos de batalhas, conquistamos o sucesso na geração energética no alto do quiriri (repetidora do CRAJE) .

Estamos agora com 4 baterias de 180ah estacionárias (720ah) e 8 placas solares (96ah) e esse kit está nos atendendo perfeitamente até o momento, mesmo com a alta demanda do link que foi colocado no ar na Quarta Feira 18/11/2015.

1 – Gráfico com os dados da carga

grafico

 

                             2 – Placas instaladas

painéis

 

3 – Baterias instaladas (na foto não aparece a 4º bateria, estava chovendo quando instalamos a ultima e não deu para fazer a foto)

baterias

Tudo soldado para garantir contato e qualidade na instalação, e toda fiação trocada por cabos na espessura correta para essa carga/corrente/distância.

         4 – Conexões soldadas

solda

 

Lembrando que nossa repetidora 146.820 está linkada com uma rede de repetidoras que atualmente são:

147.360 +600  88.5 Rancho Queimado

146870 -600  88.5 Florianópolis

145410 -600  sem subton Urussanga (lado de Criciuma)

145270 -600 Itajaí (não linkada no momento mas voltará ao link)

 Solicitamos para que ao usar deem um maior espaço de cambio para que o link desarme (divulguem essa informação via rádio lembrandos os participantes).

 

5 – Foto do link via RF a 200km em Rancho Queimado ao sul com 5watts

link

 

Em breve teremos ainda mais novidades (antenas profissionais COLINEARES de 8 elementos e 12db de ganho) para melhorar ainda mais a repetidora.

 

Agradecemos a todos que estão auxiliando para essas melhorais,  seja pagando mensalidade, vendendo ingressos dos eventos que realizamos, carregando bateria, muitas vezes quebrando o carro, afundando na lamaentre outros inúmeros obstáculos que enfrentamos para manter e melhorar a repetidora.

Qualquer ajuda é sempre muito válida e motivacional aos envolvidos.

Forte 73 atodos e façam bom uso da repetidora e bons QSOs a todos.

 

Christopher Siqueira  PU5CHR  - Diretor de Radioamadorismo

No dia 29 de Agosto sócios do CRAJE, AJM, funcionários da FT segurança e apoiadores do clube subiram o Pico Bradador para mais uma etapa de melhorias da base da repetidora do clube (146.820).

A operação foi para serviços de impermeabilização do telhado da casinha da repetidora com manta asfáltica para evitar maiores infiltrações dentro da casinha ocasionando problemas no rádios e equipamentos e também para instalação de seis novas placas solares que foram adquiridas pelo clube e instaladas a fim de melhorar a carga de energia para repetidora.

O grupo formado por 11 pessoas saíram de Joinville as 4:15 da manhã, chegando na fazenda do Alto Quiriri no amanhecer do dia por volta das 7:40 onde começaram a transportar os equipamentos e ferramentas para a base onde está montada a repetidora. Depois de um Dia exaustivo de trabalho com direito a um almoço (churrasco e pão) preparado no local, final do dia retornamos a Joinville cansados mas com a satisfação de ter realizado mais uma importante tarefa em prol do radioamadorismo e do Clube.

Obrigado a todos que se empenharam e participaram de mais essa ação.

PU5FJM – Diretor secretário.

IMG-20150830-WA0003

IMG-20150830-WA0004

P8290008Ú

P8290012

P8290027

P8290032

P8290021

Uma força tarefa entre sócios do CRAJE e da Associação Joinvilense de montanhismo – AJM, trocaram 70% do telhado do clube nesta sábado 04/07 e domingo 05/07. Agora só falta a sala de rádios, de reuniões e secretaria pois o salão de festas e cozinha já estão de telhado novo. Aos poucos estamos melhorando as condições do clube para receber bem os sócios e amigos.
Obrigado em nome da diretoria a todos que se empenharam e de uma ou outra forma contribuem para deixar o clube em pleno funcionamento. Forte 73 a todos.
PU5FJM Diretor Secretário

 

imageimageimageimageimageimageimage

 

Segue um breve relato da operação de reinstalação do gerador eólico do CRAJE no Pico do Bradador feito pelo Diretor de Radioamadorismo Christopher Siqueira – PU5CHR. A ação foi realizada no último domingo dia 28/06/2015.

Olá Senhores,

É com grande satisfação que venho informar que neste domingo, dia 28/6/2015, reinstalamos o gerador Eólico pela terceira vez em seu devido lugar.

Ao chegarmos na base do Bradador identificamos que uma das placas (a maior) havia sido arrancada do telhado, então não só estávamos sem Eólico mas estávamos sem placa solar tambem e por isso que as baterias não aguentaram. Ao subir na repetidora identificamos que a placa com 6 buchas de 12mm haviam sido arrancados e ela estava de ponta cabeça no telhado, graças aos cabos de aço da torre ela não caiu lá de cima e não quebrou.

Com a reinstalação da placa e do Eólico agora será possível a reativação das repetidoras.

Hoje pela manhã as baterias alcançaram a tensão de 13,8 e reativamos a 146.820 (-600 sem subton) e voltará em breve a 439.800 linkada com 147.360 (Rancho Queimado), pendente manutenção nos rádios desta repetidora.

Pedimos desculpas por ficarmos tanto tempo fora do ar e pelos reforços que fizemos, esperamos que o Eólico aguente ventos de até 200km.

Uma ótima semana a todos,

Obs.: Abaixo um breve descritivo como foi a expedição neste domingo.

1. Saímos as 4h do meu QTH em 4 carros 4×4, nos deslocamos até o manulão onde descemos a VTR da carretinha e continuamos viagem nos comunicando em simplex na 146500.

2. Ao chegarmos na chapada ao lado da 439900 fizemos uma pausa para tirar todos e esticar as pernas.

3. Nos deslocamos até antes do Rio dentro da fazenda e passamos a viatura para o outro lado do Rio para então amarras as peças sobre a viatura para iniciar a subida.

4. Optamos em instalar a peça mais pesada na frente para compensar o peso na traseiro pois da ultima vez ela quase tombou empinando 2x.

5. A subida foi lenta e toda guiada por radio devida a falta de visibilidade do solo pois o tripé de 50 kilos estava no bico da viatura.

6. Durante o trajeto quase capotamos o veiculo quando uma das rodas caiu numa fenda que não poderia ter caído ficando com uma das rodas no ar.

7. Ao chegarmos na base do bradador (latão) descarregamos as peças e a equipe passou a deslocar os proximos 200 metros de subida em 45 graus com as peças e mochilas nas costas.

8. Ao chegarmos no topo iniciamos a instalação do mesmo e uma equipe se dedicou na recuperação das asas que estavam amaçadas (a tela de aluminio) enquanto outra equipe se dedicou na instalacao do tripé e da ancoragem.

9. Iniciamos os trabalhos as 9h e finalizamos por volta das 14h em uma equipe de 12 pessoas.

10. Fazia muito frio e muito vento no local e tempo aberto sem chuva.
Christopher Siqueira

image7 image6 image5 image4 image3 image7 image6 image5 image4 image3 image2 image1 image8